Marinheiro de Convés (MNC)

 

A ascensão de categoria será caracterizada pela transferência do aquaviário, dentro de uma mesma Seção de determinado Grupo, para uma categoria de nível superior ao que ele se enquadra anteriormente.

 

O Marinheiro de Convés - MNC, e elevado a essa categoria por ascenção de carreira (mudança de categoria dentro do mesmo GRUPO), pelo tempo de embarque (experiência) que teve em embarques anteriores como Moço de Convés - MOC.

 

As atribuições do  Marinheiro de Convés - MNC, são diversas, dependendo do tipo de embarcação na qual depende também do tipo de navegação em que essa é empregada. As responsabilidades se expandem para o auxílio nas manobras de atracação e desatracação, fundeio e desfundeio, na limpeza e organização dos paióis em geral. Cabe ao Marinheiro de Convés - MNC a supervisão dos trabalhos ( fainas) efetuadas pelo seu auxiliar, o Moço de Convés - MOCV.

 

É o MNC, encarregado das manobras - através de guindastes e/ou paus de cargas -,  da carga e descarga dos materiais de bordo e suprimentos ( mercadorias ), bem como é encarregado da supervisão de entradas de pessoas no navio.

 

Atualmente, conforme conforme determina a NORMAM 13 -  Anexo 2-a -, a exigência é de dois (02 ) anos de embarque efetivo na categoria de Moço de Convés - MOC -  nível 3,  para ascender a categoria de Marinheiro de Convés - MNC - nível 4.

 

Além das responsabilidades acima mencionadas, e segundo o atual QUADRO GERAL DE CERTIFICAÇÕES, o Marinheiro de Convés - MNC  pode exercer as seguinte posições (postos): 

- Comandante de embarcações até 300 AB na Navegação Interior e

- Imediato de embarcações até 750 AB na Navegação Interior.

   ( Anexo 2-A , 2-A-5 - MOD 27 - NORMAM 13/DPC).

 

            ABAIXO É DEMONSTRADO O QUADRO DE CERTIFICAÇÕES - 1º GRUPO MARÍTIMOS - SEÇÃO DE CONVÉS

                       E O FLUXO DE CARREIRA DE SUBALTERNOS DA SEÇÃO DE CONVÉS DO GRUPO MARÍTIMOS

                                                       (ANEXO 2-B , 2-B-1, MOD 27 - NORMAM 13/DPC